FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Seminário Internacional Presença Portuguesa no Rio de Janeiro




Seminário Rio de Janeiro: 450 anos fazendo história




O Rio de Janeiro, cidade-fortaleza fundada por Estácio de Sá em meio às batalhas contra tropas francesas, completou 450 anos em março de 2015. Em meio aos festejos em homenagem à cidade, o Arquivo Nacional convida para o seminário Rio 450 anos, que se realizará entre os dias 31 de agosto a 4 de setembro em sua sede.
Com a participação de pesquisadores e professores de várias áreas do conhecimento, o Seminário se propõe a discutir processos que levaram a cidade a tomar a feição que hoje apresenta.
Da lógica da ocupação do espaço urbano aos movimentos políticos que marcaram sua história, passando pelas manifestações culturais que lhe são peculiares e os registros em imagens ou palavras do cotidiano da cidade e seu povo, uma variedade de temas relacionados ao Rio de Janeiro será abordada ao longo de cinco dias de debates.
 
 
Programação
Abertura do Seminário / 31 de agosto às 9 horas
Diretor-Geral do Arquivo Nacional e Representante do Comitê Rio 450
 
Mesas-redondas
31/08: Imigração
 
01/09: Lógicas de ocupação e transformação do espaço urbano
 
02/09: Imagens, símbolos e narrativas
 
03/09: Opressão e resistência
 
04/09: Visões cartográficas
 
 
Arquivo Nacional
Praça da República, 173 – Centro
Auditório principal
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21-21791373/ 21791254
 
Inscrições: on line, pelo Facebook,  ou no dia do evento, nas dependências do Arquivo Nacional
Informações: http://www.arquivonacional.gov.br/
                        Facebook: ArquivoNacional450
Haverá emissão de certificado | Entrada franca 

O Acervo Cartográfico Histórico no Rio de Janeiro



Locais e horários

- Biblioteca Nacional - Av. Rio Branco, 219 - Centro
http://www.bn.br
29 de Julho a 30 de Novembro - 2ª a 6ª - 10h às 17h

- Arquivo Nacional - Praça da República, 173 - Centro
http://www.arquivonacional.gov.br
Virtual - Centro de Convenções Sul América

- Museu Naval - Rua Dom Manuel, 15 - Centro
http://www.mar.mil.br/dphdm/museu/museu.htm
21 de Agosto a 15 de Novembro - 2ª a 6ª - 10h às 16h

- Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - IHGB - Avenida Augusto Severo, 8 /9º, 13º Andar - Glória
http://www.ihgb.org.br
18 de Agosto a 28 de Agosto - 2ª a 6ª - 10h às 17h

- Arquivo Histórico do Exército - AHEx. - Praça Duque de Caxias, nº 25, 6º andar - Centro
http://www.ahex.ensino.eb.br
Virtual - Centro de Convenções Sul América

PALESTRA MOTIVAÇÃO EMPREENDEDORISMO E CRIATIVIDADE - 02/09 - Daniel Godri Jr. - CADEG

Palestra Empretec - O caminho para o sucesso

Especialistas discutem resultado de pesquisa sobre tributação das organizações da sociedade civil na Direito SP

A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (Direito SP) promoveu, no dia 14 de agosto, um evento para discutir os resultados da pesquisa “A tributação das organizações da sociedade civil: Condições de possibilidade para um Simples Social”, desenvolvida em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
Na ocasião, estiveram presentes Marcelo Varella, consultor jurídico da Secretaria da Micro e Pequena Empresa; Leonel Pessôa, coordenador do estudo (Direito SP); Laís Lopes, assessora especial da Secretaria-Geral da Presidência da República; Aguinaldo Lima, da Cáritas Brasileira; Marcelo Monello, do Conselho de Contabilidade do Estado de São Paulo; Dora Silvia Cunha Bueno, da Associação Paulista de Fundações; e Aline Gonçalves de Souza, coordenadora executiva do programa Estado e Sociedade Civil do Centro de Pesquisa Jurídica Aplicada (CPJA) da Direito SP.
Segundo Leonel Pessôa, o objetivo da pesquisa é “identificar e analisar os principais problemas para o cumprimento das obrigações tributárias, bem como dos custos de conformidade pelas organizações da sociedade civil (OSCs)”, explicou.
A pesquisa constatou alguns problemas que dificultam o cumprimento destas obrigações. Entre eles, aqueles que mais se destacam são: a pesada tributação sobre a folha de pagamentos e a enorme burocracia exigida para se obter a multiplicidade de certificações necessárias para o gozo da imunidade e isenção.
A fim de solucioná-los, foram elaboradas três propostas que, combinadas, podem não só facilitar a atuação destas organizações, como também incentivar a formalização e facilitar a arrecadação.
A primeira proposta é a ampliação da imunidade tributária a todas OSCs que atuam em prol do interesse público, principalmente nas áreas de meio ambiente, cultura e defesa dos direitos. Atualmente, somente as ONGs que atuam na saúde, educação e assistência social têm esse benefício. Isso se deve ao fato de que, até a década de 80, essas eram fundamentalmente as áreas de interesse público.
A segunda é a criação de um sistema simplificado de pagamento de impostos e contribuições, ou seja, um Simples Social para as Organizações da Sociedade Civil. Uma vez que já existe um programa semelhante para micro e pequenas empresas (Simples Nacional), que reduz tanto a burocracia quanto o peso dos impostos, é possível criar um programa análogo para as OSCs.
A última proposta é estabelecer uma certificação única, que seja aceita em todas as esferas, para todas as OSCs de interesse público.
Para conferir a pesquisa na íntegra, acesse aqui.

DAPP e Valor Econômico lançam parceria para a transparência orçamentária

A Diretoria de Análises de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP) inaugurou, nesta segunda-feira, dia 31 de agosto, uma parceria inédita com o jornal Valor Econômico. O site do jornal disponibiliza, desde a semana passada, a ferramenta “Mosaico Orçamentário” – desenvolvida pela Diretoria no ano passado –, que oferece visualização interativa dos gastos do governo. O Mosaico está disponível também no Valor PRO, serviço premium para assinantes do jornal. A parceria se estende para uma coluna com publicação mensal assinada pelo diretor da DAPP, Marco Aurélio Ruediger.
“O jogo orçamentário é espelho do jogo político e a construção do Mosaico favorece esse entendimento”, afirmou Ruediger. “As informações são calibradas para atingir uma faixa ampla da sociedade e permitem olhar o Orçamento da União na profundidade que interessa, nem muito simplificada, nem muito especializada”, disse o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal.
Para o presidente da FGV, a parceria com o Valor está alinhada ao objetivo da Fundação, que é estimular o desenvolvimento nacional, e também da DAPP, que é aperfeiçoar a análise de políticas públicas. “O Mosaico responde a uma demanda que deve crescer se a sociedade brasileira quiser ser realmente democrática. Ajuda a dar racionalidade ao país, ao levar as pessoas a desenvolver capacidade para escolher as políticas que preferem e que candidatos têm políticas compatíveis”, completou.
O diretor da DAPP explicou que o Mosaico foi desenvolvido há cerca de um ano e meio e a parceria com o Valor começou a ser discutida há três meses. A DAPP acredita que a parceria com o jornal será um canal importante para a disponibilização de dados públicos, contribuindo para a compreensão das políticas públicas pela sociedade civil e também na direção de se construir um debate qualificado que colabore para a construção de novas políticas de Estado.
Restos a Pagar
Na estreia da parceria, foi publicado também um estudo, feito a partir do Mosaico, sobre os chamados “restos a pagar acumulados” pelo governo federal, indicando que o valor já supera os R$ 100 bilhões – equivalente a 1,94% do PIB e a 5,81% do orçamento da União autorizado para este ano. Por outro lado, o volume de restos a pagar que ainda não foram pagos nem cancelados, que vinha subindo nos últimos anos, tem reduzido ao longo de 2015. O estudo inédito foi conduzido pelos pesquisadores Rafael Martins de Souza, Andressa Falconiery e Wagner Oliveira.
Já o artigo publicado pelo diretor da DAPP contextualiza o cenário brasileiro apontando uma visível crise, em que o aumento da desconfiança dos eleitores se explica, também, no fato de que há uma dificuldade do governo em fomentar a transparência dos gastos públicos. Ruediger aponta que isso não se resolve apenas por um gestor, mas sim com uma mudança cultural que privilegie agendas focadas na transparência. Ele também reforça que a disponibilização de dados públicos é um avanço, mas se o esforço não for acompanhado do desejo em fazer com que esses dados sejam legíveis por qualquer cidadão, a desconfiança dos eleitores não diminuirá. Parte desse avanço está ancorado na importância de tornar compreensíveis os dados públicos que são disponibilizados pelo governo.

PROGRAMAÇÃO de SETEMBRO - Teatro SESI Centro

Conversando na Biblioteca - Conversas sobre a Engenharia Ambiental

Exibindo

Programação CAIXA Cultural Rio de Janeiro - 01 a 06 de setembro

IV Conferência de Políticas para Mulheres da Cidade do Rio de Janeiro

Inscrição para IV Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres do Rio de Janeiro


A CAMTRA faz parte da Comissão Organizadora da IV Conferência de Políticas para Mulheres da Cidade do Rio de Janeiro e convida a todas a participarem se inscrevendo através do Portal da SPM- RIO (http://www.rio.rj.gov.br/web/spm-rio). 

A IV Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, acontecerá nos dias 11 e 12 de setembro, a partir das 8h, no Centro de Convenções SulAmérica – Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova.

A inscrição é obrigatória e estará disponível até o dia 08 de setembro (terça-feira).

Exibindo conferencia.png

CONGRESSO IBGC

16º Congresso IBGC

Jornada Aberje de Estratégias Digitais

domingo, 30 de agosto de 2015

SIRHA RJ

FGV/ IBRE e FGV/EESP realizam workshop para discutir política industrial em Brasília

Na última terça-feira, dia 25 de agosto, o Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE) e a Escola de Economia de São Paulo (FGV/EESP), em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), realizaram o workshop “Elementos para uma nova Política Industrial do Brasil no período 2015-2018”, em Brasília.
Com quatro painéis de discussão, o evento contou com a presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro; do secretário de Desenvolvimento da Produção do MDIC, Carlos Gadelha;  do vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Glauco José Côrte; do diretor da FGV/IBRE, Luiz Guilherme Schymura; da diretora do Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura (FGV/CERI), Joisa Dutra, além dos pesquisadores da FGV/IBRE Maurício Canêdo Pinheiro e Regis Bonelli, do professor da FGV/EESP Nelson Marconi, entre outros.
Na abertura do evento, o ministro Armando Monteiro afirmou que a indústria brasileira é um ativo estratégico e que não existe crescimento econômico sem investimento. Ele disse, ainda, que iniciativas como a do encontro são indispensáveis para a evolução do setor industrial. Schymura também ressaltou a importância do debate devido ao aprimoramento da política industrial ser um tema recorrente em todos os países.
Os participantes apresentaram seus trabalhos e discutiram os temas em questão nos seguintes painéis de debate: “Visão Geral sobre Política Industrial”, “Desafios para uma nova Política Industrial”, “Produtividade e Custos” e “Indústria e Desenvolvimento Produtivo no Brasil”.
Durante o workshop, também houve o lançamento do livro “Indústria e Desenvolvimento Produtivo no Brasil”, organizado pelo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, pelo pesquisador Mauricio Canêdo Pinheiro (FGV/IBRE), pelo professor Nelson Marconi (FGV/EESP) e por Laura Cardoso (Universidade de São Paulo - USP). A obra, que foi elaborada pelo FGV/IBRE e pela FGV/EESP e publicada pela Editora Elsevier, reúne artigos com diferentes abordagens sobre a política industrial brasileira. 

FITV 2015

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Mercado de Arte e Fotografia

8º SUSTENTAR, edição especial na FDC

Rio recebe a TRIO Bienal, sua primeira bienal internacional de arte contemporânea, em setembro



Com obras de 160 artistas de 44 países, curadoria de Marcus de Lontra e produção executiva de Alexandre Murucci, evento acontece até novembro em onze principais centros e museus da cidade, com obras de artistas como Marina Abramovic, Vik Muniz,  Los Carpinteros, Anna Bella Geiger, Daniel Buren, dentre muitos outros

O mês de setembro será um marco histórico no circuito carioca das artes e na agenda oficial de eventos internacionais da cidade quando, dia 05, domingo, o Rio sediar a TRIO Bienal, sua primeira bienal internacional de arte contemporânea em torno do tridimensional, seguindo os passos das já consagradas bienais de Veneza e a de São Paulo, a segunda mais importante bienal do mundo e que promove um fluxo de visitantes em torno de 450 mil pessoas. Agora será a vez da Cidade Maravilhosa, que vem recebendo, nos últimos anos, feiras internacionais de arte (ArtRio e ARTIGO Rio), possui sólida tradição escultural -  do Neoconcretismo à Arte Cinética -  e que sempre foi o ponto central da investigação tridimensional brasileira através de nomes como Sérgio Camargo, Franz Weissmann, Amílcar de Castro, Abraham Palatnik, Helio Oiticica, Lygia Clark, Waltécio Caldas, Nélson Leirner, dentre muitos outros que nasceram ou construíram suas carreiras no Rio.

Com produção executiva de Alexandre Murucci e curadoria de Marcus de Lontra Costa - um dos mais importantes curadores brasileiros, que assinou a icônica mostra “Como vai você, Geração 80?” e foi diretor do MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - , a TRIO Bienal irá acontecer, até 26 de novembro, reunindo 160 artistas de 44 países, em exposições e eventos distribuídos em onze diferentes localidades, incluindo os principais museus, centros e instituições culturais privadas, do Estado, do Município do Rio de Janeiro e do Governo Federal e as aberturas acontecerão de 5 a 11 de Setembro, duas vezes por dia, durante uma semana.

Todas as obras abordarão o tridimensional – escultura, instalações, objetos – assim como, em todos os seus campos ampliados – pintura, fotografia, performance, vídeo e outros suportes enquanto investigação tridimensional –  além de pontuações históricas de apoio sobre o tema curatorial: “Quem foi que disse que não existe amanhã ?”, verso de letra de uma música do rapper Marcelo D2, pinçada num momento de incertezas e crise, tanto no Brasil quanto no mundo, sintetizando a persistência do caráter projetual e utópico da arte, que sobrevive, mesmo no terreno movediço do pensamento contemporâneo.

Este diferencial foi importante na boa recepção do projeto mundialmente, e por conta disto, recebeu chancela da Biennial Foundation, excepcionalmente mesmo antes da primeira edição, conseguindo a adesão de 44 países, convidados com o apoio da Coordenadoria de Relações Internacionais da Prefeitura do Rio.

A cerimônia oficial de abertura será no dia 05, sábado, às 15h, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, com o apoio da FVG e do Instituto Niemeyer de Políticas Urbanas e Culturais, onde será inaugurada a exposição “Celebrando Franz Weissmann”, um dos maiores nomes da escultura brasileira e do Movimento Neoconcreto em todo o mundo, com suas obras de grande escala no terraço do complexo.

O público poderá conferir de perto obras de arte dos mais renomados artistas, como Marina Abramovic,  Joana Vasconcelos, Daniel Buren, Xavier Veilhan, Los Carpinteros, Vik Muniz, Marepe, Anna Bella Geiger, Joseph Kosuth, Han Ho, Eliane Prolik, Diango Hernandez, além da performance do paulista Rodolpho Parigi - Levitação ( Fancy Violence ), que abre a sala do Centro Cultural Banco do Brasil às 19:00h do dia 7 de Setembro.


A TRIO Bienal faz parte das comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro, um novo e importante empreendimento artístico que passa a integrar o calendário oficial da cidade. Como um evento de arte internacional, a Bienal tem como meta fortalecer a posição do Rio de Janeiro como destino global, em geral e em especial no circuito internacional de arte contemporânea, atraindo a média de audiência típica de mostras deste foco, que é de 300 mil visitantes externos nas cidades que o promovem, segundo dados da Biennial Foundation.

Exposição celebra 35 anos do Grupo Mineiro de Moda

Exposição celebra 35 anos
do Grupo Mineiro de Moda

A Fundação Municipal de Cultura abre ao público na próxima terça-feira, 1º de setembro, no Centro de Referência da Moda de Belo Horizonte (CRModa), a exposição “Grupo Mineiro de Moda - # Na Vanguarda dos Anos 80”, com uma retrospectiva do grupo de estilistas que colocou a capital mineira no mapa da moda nacional. A curadoria é do estilista Renato Loureiro e o projeto expográfico é do arquiteto Pedro Lázaro. A exposição fica em cartaz até o dia 20 de dezembro e tem entrada gratuita.

II German- Brazilian Renewable Energy Dialogues - Windpowe

16º CONGRESSO IBGC

16º Congresso IBGC

Seminário de Precificação de Honorários Contábeis

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Encontro do Profissional de Eventos

Vem aí! 25o Encontro do Profissional de Eventos

27/08SOFITEL RIO DE JANEIRO
RIO DE JANEIRO-RJ . 14h-19hAcessar o Sofitel Rio de Janeiro no Mapa

FGV/CERI l Seminário 20 Anos da Lei de Concessão


SOLENIDADE PREMIAÇÃO DO 10º CICLO PRÊMIO ANTP DE QUALIDADE / 2015

16º CONGRESSO IBGC

16º Congresso IBGC
16º Congresso IBGC

CINASE 2015

Conversando na Biblioteca - Conversas sobre a Engenharia Ambiental

"Chico Buarque: O Rio e as margens", pelo Acadêmico Antonio Carlos Secchin



Perspectivas sobre o futuro do pré-sal | 28 de agosto/2015 | AmCham Rio

http://amchamrio.com.br:8080/publicador/flyer/2015/header_1eb2cf267eebb0400d33248fde897770_21082015_6641e5afab517db12683bd122b1fdcfd.jpg
http://amchamrio.com.br:8080/publicador/flyer/2015/_1eb2cf267eebb0400d33248fde897770_21082015_1178b4376e86bcdbe0bdb659230deef9.jpg

O Comitê de Energia da AmCham Rio e o Grupo de Trabalho de Óleo & Gás do Brazil-U.S. Business Council realizam debate:





Perspectivas sobre o futuro do pré-salO cenário do desenvolvimento do pré-sal e as perspectivas para uma possível abertura



28 de agosto de 2015, sexta-feira






O pré-sal é responsável pelo aumento da importância da indústria do petróleo e, consequentemente, pelo desenvolvimento da economia brasileira.

Diante do atual cenário do setor de Oil & Gas, o futuro do pré-sal será pauta de um debate que reunirá autoridades e renomados profissionais deste segmento. Venha participar desse encontro que irá abordar os desafios, as perspectivas e as possibilidades para o desenvolvimento do pré-sal e debater os reflexos de uma possível abertura de mercado.





Abertura




Rafael Sampaio da Motta - Presidente da Câmara de Comercio Americana do Rio de Janeiro

Reeve Wolford - Conselheiro Sênior para Óleo e Gás do Conselho Empresarial Brasil-EUA










Palestrantes





Eloi Fernández y Fernández


Diretor-geral da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP)





Senador José Serra


Senado Federal





Oswaldo Antunes Pedrosa Júnior


Diretor-Presidente da Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural - Pré-Sal Petróleo (PPSA)





Senador Walter Pinheiro*


Senado Federal







*a confirmar







Data
Horário
28/08 (sexta-feira)
Credenciamento às 15h45

Início às: 16h | Término às: 18h





Local
Centro de Convenções Bolsa do Rio
Praça XV de Novembro, 20 - Centro

73° Encontro Aberje Rio

http://www.aberje.com.br/eventos/encontros_rio/mkt/mkt_encontro_73.jpg

Café Tecnológico Maker - Curitiba/PR - Inscrições gratuitas


A Softwell tem o prazer de convidá-lo para um Café
Tecnológico!


Neste evento você conhecerá o MAKER e seus benefícios,
poderá tirar dúvidas, ouvir casos de sucesso e descobrir
como otimizar o desenvolvimento de aplicações web e
mobile.
Dia: 15/09 às 9:00Hs,
Local: Hotel Deville Business Curitiba,
Rua Comendador Araújo, 99.
Curitiba / PR.

Ofício da Música recebe Rubinho do Vale

OM BH Rubinho do Vale

Seminário Nacional NTU & Transpúblico 2015

NTU reúne especialistas do Brasil e exterior para apontar soluções ao principal desafio do momento - priorizar iniciativas que favoreçam o bom desempenho do transporte urbano por ônibus, no Brasil. O encontro será realizado em São Paulo, nos dias 2 e 3 de setembro
O desempenho operacional do ônibus está cada vez mais comprometido pelo aumento do tráfego e do congestionamento nas principais vias urbanas das principais cidades brasileiras. O quadro evidencia a urgência de ações que deem prioridade ao ônibus, mas para que isso ocorra é necessário que políticas públicas sejam implementadas com esse objetivo e que o poder público assuma sua parcela de responsabilidade nesse processo de mudança.
Esse é o ponto de partida do seminário nacional da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), com o tema “Prioridade ao coletivo por uma mobilidade sustentável”. No decorrer do evento, especialistas em mobilidade urbana do Brasil e do exterior vão contribuir com sugestões de soluções para fatores conjunturais, estruturais e para outros que comprometem a qualidade do serviço prestado e prolongam o tempo de viagem, favorecem a superlotação da frota, o desconforto e geram insegurança aos usuários do sistema.
De acordo com o presidente da NTU, Otávio Cunha, a intenção é incentivar uma divisão mais justa do espaço viário, que atenda à coletividade e priorize políticas públicas voltadas para a mobilidade sustentável.
Programação - O painel de Sustentabilidade, que abre o Seminário, no dia 2 de setembro, vai abordar a importância do uso de novas tecnologias no sistema de mobilidade urbana para tornar as cidades mais sustentáveis, com o uso de combustíveis de fontes limpas e o investimento em novos negócios. O painel é seguido por debates com representantes do poder público federal e municipal, dos comerciantes, das operadoras de transporte público e da sociedade civil.
Na sequência, no mesmo dia, palestra da pesquisadora Susan Zielinski, diretora do projeto SMART, da Universidade de Michigan (EUA), introduz o debate sobre a evolução da mobilidade urbana. Secretários de transportes de cidades brasileiras com projetos inovadores e sustentáveis participam com sugestões, ideias e propostas relativas ao tema.
No encerramento do dia (2), o jornalista e comentarista econômico da Rede Globo e CBN, Carlos Alberto Sardenberg, fala sobre o atual cenário da economia brasileira e mundial e os desafios e oportunidades no momento de crise para o segmento.
A agenda de negócios do setor também está incluída na programação, além das questões políticas e sociais que envolvem o setor de transporte público. No último dia do evento (3), a NTU promove a oficina de tecnologia veicular. Na ocasião, especialistas, operadores e representantes da indústria vão apresentar e discutir os cenários e tendências relacionados a diversos temas de interesse do setor.
Feira Transpúblico
De 1º a 3 de setembro, no mesmo local do seminário, a NTU promove em parceria com a Marcelo Fontana Promoções e Eventos a Feira Transpúblico. Este ano a feira conta com cerca de 40 expositores da indústria e serviços do setor, permitindo a troca de informações sobre produtos e a realização de novos negócios.
Confira a programação:
1º DE SETEMBRO (terça-feira)
12h00 - Credenciamento
14h30 - Abertura da Feira Transpúblico 2015
22h00 - Fechamento da Feira
2 DE SETEMBRO (quarta-feira)
FEIRA TRANSPÚBLICO
09h00 - Abertura
22h00 - Fechamento
SEMINÁRIO NACIONAL
10h - Abertura oficial
10h30 - Painel “Prioridade ao coletivo por uma mobilidade sustentável”
O evento começa com uma apresentação de cases nacionais e internacionais que trazem soluções de prioridade ao transporte coletivo e os resultados concretos dessas ações. O painel é seguido por debates com representantes do poder público federal e municipal, dos comerciantes, das operadoras de transporte público e da sociedade civil.
12h30 - Debates
13h - Almoço
14h30 - Painel “O futuro da mobilidade sustentável: tendências mundiais” Palestra da pesquisadora Susan Zielinski, diretora do projeto SMART, da Universidade de Michigan (EUA), que introduz o debate sobre a evolução da mobilidade urbana. Secretários de transportes de cidades brasileiras com projetos inovadores e sustentáveis contribuem com suas ideias e propostas.
16h - Debates
16h30 - Palestra “Cenário econômico nacional e perspectivas” Carlos Alberto Sardenberg, jornalista e comentarista econômico da Rede Globo e CBN, fala sobre o atual cenário da economia brasileira e mundial e os desafios e oportunidades no momento de crise.
18h - Encerramento
3 DE SETEMBRO (quinta-feira)
FEIRA TRANSPÚBLICO
9h- Abertura
22h - Fechamento
SEMINÁRIO NACIONAL
10h às 17h - Oficina de Tecnologia Veicular Especialistas, operadores e representantes da indústria vão apresentar e discutir os cenários e tendências relacionadas a diversos temas de interesse do setor, como alternativas energéticas e inovações tecnológicas em motores, chassis e carrocerias.
17h - Encerramento
Serviço: FSB Comunicações
Socorro Ramalho (FSB)
(61) 9202-8019
Shamash Vicentini (FSB)
(61) 8132-3397

Programação CAIXA Cultural Rio de Janeiro

Ciclo de Palestras com o Ministro Celso Amorim - Teerã, Ramalá e Doha: Memórias da Política Externa Ativa e Altiva - Agosto/2015

image001.jpg@01D0D38C.23AEBA00

No dia 28/08, sexta-feira, a Arena Jovelina Pérola Negra receberá dois espetáculos teatrais

Às 10h, terá a peça "Rio, o berço que embalou o samba" e, às 15h, "Eternamente Otelo"
A Arena Jovelina Pérola Negra receberá dois espetáculos gratuitos no dia 28/08 (sexta-feira). A apresentação de "Rio, o berço que embalou o samba" será, às 10h, e "Eternamente grande", às 15h. A classificação de ambos é livre. A entrada é gratuita.

No espetáculo "Rio, o Berço que Embalou o Samba" os professores e alunos do Núcleo de Arte Grande Otelo homenagearão os 100 anos do samba juntamente com os 450 anos do Rio de Janeiro. Já na peça "Eternamente Otelo" o ator Grande Otelo será homenageado pelo seu centenário, que relembrará parte de sua vida.

Ficha técnica:

"Rio, o berço que embalou o samba"
Direção Teatral: Nilton Filho
Cenografia: Luciana Lima, Jabim Nunes, Denise Macieira e alunos de Artes Visuais.
Coreografia: Carmem Souza e alunos das oficinas de Dança
Produção Musical: Marcello Teixeira, Igor Higa, Luiz Junior e Glauber Resende
Operador de Áudio: Taíla Ribeiro, Marilsa Sousa, Thaiz Pires e Letícia Semeraro
Figurino: Denise Macieira e Renata Souza
Elenco: Alunos da Oficina de Teatro

"Eternamente Otelo"
Direção Teatral: Renata Souza
Cenografia: Luciana Lima, Jabim Nunes, Denise Macieira e alunos de Artes Visuais
Coreografia: Juliana Reis, Ellen Aniszewski e alunos das oficinas de Dança
Produção Musical: Marcello Teixeira, Igor Higa, Luiz Junior e Glauber Resende
Operador de Audio: Taíla Ribeiro, Marilsa Sousa, Thaiz Pires e Letícia Semeraro
Figurino: Denise Macieira e Renata Souza
Elenco: Alunos da Oficina de Teatro

Serviço:
"Rio, o berço que embalou o samba" e "Eternamente Otelo"
Dia: 28/08 (sexta-feira), às 10h e, às 15h, respectivamente
Local: Arena Jovelina Pérola Negra
Endereço: Praça Ênio, s/n, Pavuna.
Tel.: (21) 2886-3889
Entrada gratuita
Classificação livre
A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.

Vinhos do Alentejo em Sao Paulo | grande degustacao dia 10 de setembro

va_br2015_E-CONVITE_SP

CORAL DA MARILU FAZ APRESENTAÇÃO NO MM GERDAU




Pocket show, cujo repertório contempla canções da MPB, integra o projeto “Ensaio
aberto”, no MMM Café. Nesta quinta, 27 de agosto, às 19h30, com entrada franca

MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, no Circuito Cultural Praça da Liberdade, promove nesta quinta-feira, 27 de agosto de 2015, às 19h30, pocket show com o Coral da Marilu. A apresentação compõe o programa “Ensaio aberto”, cuja proposta é dar espaço para apresentações musicais de artistas profissionais e amadores. O evento acontece no MMM Café – localizado dentro do Museu –, com entrada franca.

Com repertório de Música Popular Brasileira (MPB), o grupo é formado por Valéria Braga (regente), Davi Machado (pianista, estudante de Música da UFMG) e cerca de 30 a 40 cantores, entre homens e mulheres. São pessoas que atuam em diversas áreas – engenheiros, médicos, professores, psicólogos etc. – e que têm em comum o gosto pela música.

Professora de Canto Popular no Departamento de Música da Universidade Federal de São João del-Rey (UFSJ) e integrante do grupo Nós e Voz desde sua formação inicial, Valéria Braga está à frente do Coral da Marilu desde 2003. O grupo teve início na Babaya Escola de Canto, em Belo Horizonte, onde Valéria dirigiu um coral. Mais tarde, foi incorporado a outro coral, que por sua vez deu lugar, em 2006, ao Coral do Santander BH. Com o fim do patrocínio em 2012, os integrantes optaram por continuar o projeto de forma independente.

O “Ensaio aberto” é um programa criado pelo MM Gerdau para a apresentação de artistas em um ambiente leve e descontraído. A proposta é abrir o MMM Café para ensaios e outras experiências de artistas, amadores e profissionais. Foi elaborado um cardápio especial para as apresentações, que inclui cerveja gelada e petiscos diversos.

A programação cultural Toda Quinta e Muito Mais... é realizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet), do Ministério da Cultura, com o patrocínio da Gerdau.


SERVIÇO

Ensaio aberto – Grupo Coral da Marilu
  • Data: 27 de agosto de 2015, quinta-feira
  • Local: MMM Café – MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
  • Horário: 19h30
  • Entrada franca


MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
Com 18 salas e 44 atrações, o MM Gerdau abriga um importante acervo sobre mineração e metalurgia. Usa recursos tecnológicos para destacar, de forma lúdica e interativa, a importância dos metais e minerais no cotidiano das pessoas. Além disso, marca a relação entre a história e as expressões culturais de Minas Gerais com a riqueza de seus recursos naturais. O Museu foi aberto ao público em 22 de junho de 2010 e desde 1º de dezembro de 2013 está sob a gestão da Gerdau, líder no segmento de aços longos das Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais no mundo. O MM Gerdau integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade e ocupa o antigo edifício da Secretaria de Estado da Educação, inaugurado em 1897 e tombado pelo Iepha/MG. O projeto de ampliação e adequação do prédio é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A museografia é assinada por Marcello Dantas. O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal tem o certificado de excelência do TripAdvisore foi a primeira instituição museológica do Brasil a receber a certificação do Instituto Herity em gestão da qualidade do patrimônio cultural.

Endereço: Praça da Liberdade S/N, Prédio Rosa - Funcionários
Telefone: (31) 3516-7200
Funcionamento: Terça a domingo, das 12h às 18h (quinta, das 12h às 22h)
Entrada franca

domingo, 23 de agosto de 2015

Energia em Foco - Estratégias e Desafios Para o Futuro




Um Pacto pelo Brasil




O economista e coordenador do Movimento Brasil Eficiente (MBE), Paulo Rabello de Castro, destaca que uma agenda de reformas que contemple a melhoria da gestão pública, a redução da carga tributária e a simplificação da estrutura de impostos potencializará investimentos que permitirão um salto na renda per capita do brasileiro. Para discutir os temas, Castro apresenta a palestra “Um Pacto pelo Brasil”, dia 24 de agosto, durante Almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).
Paulo Rabello de Castro é doutor em Economia pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos; presidente do Instituto Atlântico; diretor-presidente da SR Rating, primeira empresa brasileira de classificação de riscos de crédito; fundador da RC Consultores, empresa de previsão econômica e analises de mercado; e presidente do Lide Economia.

Serviço

Palestra: “Um Pacto Pelo Brasil”
Data: 24 de agosto de 2015
Horário: 12h30
Local: Casa do Empresário - Salão de Eventos (14° andar)
Endereço: Palácio do Comércio – Rua da Candelária, 9, Centro – RJ
Confirmações: vagas limitadas
Informações: (21) 2294-0916 / (21) 99497-3374