FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

FÓRUM ABASTECIMENTO 2015 – Cenários e projeções






Teatro Dulcina recebe a 4ª edição do FESTU RIO

Festival de Teatro Universitário apresentará oito esquetes no Teatro Dulcina, com entrada gratuita

No dia 6 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h, o Teatro Dulcina, através do projetoDulcinavista, receberá o 4º FESTU RIO - Festival de Teatro Universitário. Dirigido por Miguel Colker e com codireção de Felipe Cabral, o evento apresentará um espetáculo formado por oito esquetes de diferentes grupos de teatro universitário do Rio de Janeiro.

Desenvolvido pelo Galpão Gamboa, o Dulcinavista vai até o final de novembro. O projeto conta com espetáculos adultos, infantis, leituras e oficinas. A direção artística é de Marco Nanini e Fernando Libonati e a curadoria é de César Augusto.

FESTU RIO - Festival de Teatro Universitário

O projeto de circulação "Mostra dos melhores do teatro universitário" é a continuação de duas bem sucedidas edições, de uma circulação que já se tornou uma referência dentro do Circuito SESI Cultural, tendo passado por diversas praças como Macaé, Campos, Itaperuna, Petrópolis, Teresópolis, Centro, Jacarepaguá, Duque de Caxias, Niterói, Santa Cruz, dentre outras praças.

A mostra se trata de um espetáculo formado pelas oito melhores esquetes universitárias do estado. Os grupos são formados por universitários de mais de 15 instituições do Estado do Rio de Janeiro, como UFRJ, UERJ, UNIRIO, UFRRJ, dentre outras.

A "Mostra dos melhores do teatro universitário" já teve duas edições, a primeira foi em 2012 e a segunda em 213, sendo um sucesso de repercussão e de público em todas as praças que percorreu. Em duas edições, o projeto circulou com mais de 100 artistas universitários.

As esquetes passeiam pelos mais variados gêneros, como a comédia, o drama e o suspense.


ESQUETES:

Sonho, ou na falta de um assunto qualquer cite Freud
Sinopse: Duas mulheres se esbarram rapidamente. É o bastante para que a presença de uma delas invada o inconsciente e, também assim, os sonhos da outra. Um mergulho intenso no universo dos sonhos.
Elenco: Lilia Wodraschka e Gabriela Giffoni
Direção: Amanda Tedesco

No Ponto
Sinopse: Greg está pronto. Enquanto tenta fazer o último lanche antes de partir, ele é surpreendido por pessoas que, nem imagina, o conhecem muito bem e sabem exatamente pra onde ele está indo.
Elenco: Léo Torres, RohanBaruck, Gérsica Telles e Giovanna Infante
Direção: Léo Torres

O Noivo
Sinopse: Um noivo se apronta para seu casamento e aguarda a chegada de sua noiva, que não chega nunca.
Elenco: Dan Venturi
Direção: Kamilla Neves e Dan Venturi

Romeu, Julieta e ...
Sinopse: No imaginário coletivo do mundo todo, "Romeu e Julieta" representam o casal ideal. Em cena, um casal de atores conta, de forma lúdica, a estória por detrás do caso mais triste que aconteceu.
Elenco: Rodrigo Marnet e Taiana Storque
Direção: Rodrigo Marnet e Taiana Storque

À Deriva
Sinopse: Dois homens maltrapilhos estão à deriva no meio do oceano. Eles foram expulsos da sua pátria e querem fundar um novo reino ali mesmo. Um reino flutuante. Será que isso é constitucional?
Elenco: Mariana Millani, Léo Bianchi e Juliano Lessa
Direção: Ian Calvet

Dirija Minha Morte
Sinopse: Leo está decidido, ele vai se matar. E contrata alguém para dirigir sua morte e postar o vídeo na internet.
Elenco: Igor Cosso, Dan Venturi, Kamilla Neves, Hudson Salustiano, Arianne Felix e Valber Rodrigues
Direção: Peter Mark

Um Dia de Chuva
Sinopse: Através do teatro físico a atriz conta a saga de uma mulher em um dia de chuva.
Elenco: Karina Ramil
Direção: Luiza Maldonado

Hamlet em 10 minutos
Sinopse: O grande clássico shakespeariano "Hamlet" é encenado comicamente através dessa paródia cheia de som e fúria: A trágica farsa do Príncipe da Dinamarca contada em 10 minutos ou todos morrem no final mesmo!
Elenco: Mathias Wunder, André Ceppas, Gabriell Canella, Pedro Sarmento e Yuri Ribeiro
Direção: Mathias Wunder


FICHA TÉCNICA - FESTU
Direção: Miguel Colker
Codireção: Felipe Cabral
Produtor executivo: Rodrigo Porto
Diretor de produção: Thiago Menezes
Produção: Henrique Botkay
Coordenação: Agatha Santos
Iluminação: Poliana Pinheiro
Cenotécnico: Azul Smith

Duração: 80 minutos
Classificação: 16 anos

Serviço:
Data: 06/11 (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Teatro Dulcina
Capacidade: 300 lugares
Endereço: Rua Alcindo Guanabara, 17 - Centro
Telefone: (21) 2240-4879
Entrada gratuita
Site: www.dulcinavista.com.br 

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA MUSEU CASA DE BENJAMIN CONSTANT

Exposição a agrotóxicos pode causar distúrbios reprodutivos

Um estudo elaborado pelo aluno de doutorado em Saúde Pública e Meio Ambiente da ENSP Cleber Cremonese observou que grande parte dos agrotóxicos apresenta capacidade de desregulação do sistema endócrino humano, o que altera os níveis de hormônios sexuais e causa efeitos adversos, principalmente sobre o sistema reprodutor. Câncer de mama e ovário, desregulação de ciclo menstrual, câncer de testículo e próstata, infertilidade, declínio da qualidade seminal e malformação de órgãos reprodutivos são alguns dos exemplos dessas complicações. Segundo Cleber, com o aumento do consumo nacional de agrotóxicos, tanto no agronegócio como na agricultura familiar, crescem as evidências de que a utilização destas substâncias não está apenas relacionada especificamente à produção agrícola, mas se transforma em um problema de saúde pública.
 
Para avaliar a exposição aos agrotóxicos e os possíveis impactos desta exposição nos níveis de hormônios sexuais de homens e mulheres, além da qualidade do sêmen de adultos e jovens, o doutorando pautou sua sua pesquisa na observação de moradores da área rural do município de Farroupilha-RS. Foram feitos dois estudos transversais, com objetivos específicos, populações e metodologias de coleta particulares. A tese investigou adultos de ambos os sexos, trabalhadores rurais e seus familiares, com idades compreendidas entre 18 e 69 anos. No segundo estudo, participaram da investigação jovens moradores rurais e urbanos, com idade entre 18 e 23 anos.
 
Na pesquisa, conforme explicou o aluno, foram coletadas amostras de sangue e sêmen para mensurar níveis de atividade de colinesterases, níveis hormonais sexuais e outros parâmetros bioquímicos, além de parâmetros espermáticos. Também foram aplicados questionários para identificar possíveis fatores associados aos desfechos reprodutivos, além de análises descritivas e bivariadas e regressões multivariadas, realizadas para identificar possíveis associações.
 
No primeiro estudo, os homens que tinham maiores contatos com agrotóxicos apresentaram aumento de 14% na concentração de testosterona e redução de hormônio luteinizante (LH) de 20%; a globulina transportadora de hormônio sexual (SHBG) apresentou associação positiva e significativa com os níveis de butirilcolinesterase (BChE). Em relação aos que trabalhavam há mais de 25 anos na agricultura, observou-se uma redução de 20% nos níveis desse hormônio. Nas mulheres que trabalharam nos últimos 3 meses foi constatado menores níveis de prolactina. Na regressão logística, homens usando inseticidas e pesticidas organofosforados, respectivamente, tiveram menor chance de ter a prolactina reduzida. Da mesma forma, foi observada nas mulheres associação inversa entre contato com agrotóxicos autorreferido alto e a chance de apresentar a prolactina reduzida. 
 
No segundo estudo, as alterações nos níveis de hormônios sexuais estiveram associadas às características de gestação e nascimento, com maiores níveis de exposição à agrotóxicos e com local de moradia. Quanto aos parâmetros espermáticos, a motilidade foi significativamente menor nos jovens rurais do que nos urbanos, naqueles que relataram contato com agrotóxicos alto e nos que usavam fungicidas no momento da coleta. A morfologia mostrou-se reduzida entre 15% e 32% nos moradores rurais e com maiores contatos com agrotóxicos. Também foram observadas diferenças significativas nas medidas anatômicas sexuais (volume testicular e distância anogenital) quanto ao local de moradia, exposição a agrotóxicos e características de gestação.
 
A partir dessas observações, Cleber concluiu que os achados são sugestivos de que exposições crônicas a agrotóxicos interferem na regulação dos hormônios sexuais em adultos, bem como na qualidade seminal dos jovens da área de estudo.
 
Efeitos dos agrotóxicos se estendem a problemas neurológicos, respiratórios e hepáticos
 
No Brasil, a utilização dos agrotóxicos é extremamente relevante no modelo de desenvolvimento do setor agrícola. Em consequência disso, o país é hoje o maior consumidor mundial das substâncias. Segundo o aluno, o uso destes agentes também têm sido associado ao desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, como parkinson, distúrbios cognitivos, transtornos psiquiátricos, alterações respiratórias e imunológicas e problemas hepáticos e renais. “Estudos apontam ainda associação entre exposição intrauterina aos agrotóxicos e efeitos teratogênicos, tais como malformações congênitas, aborto e baixo peso ao nascer.”, citou.
 
Para Cleber, a exposição crônica aos agrotóxicos, adicionalmente com a falta de proteção pessoal durante manuseio, além da carência e conhecimento no que diz respeito aos riscos do contato e a escassez de programas públicos com objetivo de diminuir o uso intenso e que tragam alternativas no cultivo de alimentos, estão entre os principais problemas associados ao crescente uso dessas substâncias e, consequentemente, ao aumento na ocorrência de desfechos adversos na saúde reprodutiva da população rural, especialmente trabalhadores agrícolas organizados sob o regime da agricultura familiar. 
 
Visando solucionar essas questões implicadas pelo uso de agrotóxicos, o aluno sugere a realização de novos estudos para melhor avaliar a exposição da população investigada e outras populações rurais brasileiras, utilizando delineamento longitudinal, que possam melhor medir e compreender a complexidade da exposição crônica aos agrotóxicos e seus efeitos sobre a saúde humana e possíveis implicações nas gerações futuras. "É importante que sejam realizadas intervenções a curto, médio e longo prazo para reduzir ou minimizar os prejuízos à saúde das populações sob risco.", pontuou.
 
Cleber Cremonese possui graduação em Ciências Biológicas e mestrado em Saúde Coletiva, ambos pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Sua tese de doutorado em Saúde Pública e Meio Ambiente, intitulada Exposição a agrotóxicos e distúrbios reprodutivos: estudo em trabalhadores rurais, seus familiares e jovens do município de Farroupilha - RS, foi defendida na ENSP no dia 9/10 sob a orientação da Prof.ª Rosalina Jorge Koifman.

Copa Light de Ciclismo chega à sua sétima edição no Rio de Janeiro


A prova será realizada neste domingo, dia 2, e já se tornou uma das principais do Brasil

Cidade-sede dos Jogos Olímpicos em 2016, o Rio de Janeiro recebe a sétima edição da Copa Light de Ciclismo, neste domingo, dia 2, na Enseada de Botafogo, uma das mais belas vistas da cidade. São mais de 500 ciclistas, entre amadores e de elite, divididos em 17 categorias, que vão percorrer um circuito de 4.38km por volta. Destaque para os atletas olímpicos Magno Prado Nazaret e Lauro Chaman (paraciclista), além de Luciene Ferreira, atual vencedora da competição e um dos possíveis nomes do Brasil para os Jogos de 2016. A largada acontece na Avenida das Nações Unidas, na Praia de Botafogo, próximo à Rua Farani.

A prova é considerada um dos eventos mais importantes do ciclismo de circuito do país, e é muito bem recebida pelos atletas de elite, já que soma pontos para o ranking nacional na classe 3. Aos vencedores serão distribuídos prêmios que somam R$30 mil. O público também será premiado. Haverá o sorteio de duas bicicletas e de camisas de ciclista da Copa Light.

"A Copa Light de Ciclismo já entrou para o calendário oficial do esporte da cidade. É uma prova muito respeitada e considerada a mais charmosa do Brasil. Este é o segundo ano que vamos promover a competição na Enseada de Botafogo. Os atletas adoram o visual", conta Luisa Jucá, organizadora do evento.

A novidade deste ano é a divisão da categoria Open Feminino em A (até 39 anos) e B (a partir de 40 anos), dando oportunidade para todos os amantes do ciclismo participar. Divididos em 17 categorias, os atletas vão percorrer um circuito de 4.38km por volta. Os quilômetros percorridos variam por categoria. A prova mais longa é da Elite Masculina com 65.7 km (15 voltas) e a mais curta é a Open Feminino com 13.14 km (3 voltas).

As principais equipes de ciclismo do país vêm com força máxima para a competição. Entre elas: Funvic, número 1 do ranking nacional, Ribeirão Preto (São Franciso Saúde/ Biosev/ Gold Meat), Memorial Santos, UFF de Ciclismo, ECT - Equipe de Ciclismo de Taubaté/ Tarumã/ Valgroup / Comevap/ JL / Coter e a equipe ACE/ NEOBOX/ Tripp/ IBFactoring/ não+pelo/ Apis.

Representando a Funvic, Luciene Ferreira tenta mais uma vitória. "Estou muito preparada e focada para a disputa da Copa Light de Ciclismo. Tenho ótimas lembranças da última edição. Sei que a disputa vai ser muito dura, mas estou pronta e preparada para conquistar o bicampeonato", analisa Luciene Ferreira.

Seu marido e parceiro de equipe, Magno Nazaret, sabe que será difícil repetir o feito de 2010, quando se sagrou campeão do evento. "Desde lá muita coisa mudou. A Copa Light de Ciclismo é uma prova que tem um nível muito alto, tanto em relação aos atletas, quanto na parte de organização. Hoje em dia a prova não favorece muito as minhas características, mas vou participar pela qualidade da prova e também por contar pontos no ranking nacional. Vou trabalhar para garantir um bom desempenho da minha equipe, mas de olho em uma brecha", disse.

Outro nome que chama atenção é o paraciclista Lauro Chaman, campeão da última edição da Copa Light de Ciclismo (categoria paradesportiva) e quarto lugar entre os atletas de elite. O atleta comemora a existência da prova, que será a última competição a ser disputada por ele em 2014.

"A Copa Light de Ciclismo é um exemplo de corrida, uma das provas mais esperadas do ano, pois valoriza todos os competidores em todas as categorias. Infelizmente é muito difícil encontrar corridas com categorias paralímpicas e por isso eu não vou perder a chance de disputar a prova", ressalta Lauro.

Atual campeão da competição, o cubano Michel Fernández, representante da equipe de Ribeirão Preto, também fala sobre a importância e organização da competição. O atleta só lamenta não estar 100% para a disputa.

"A Copa Light é uma das melhores competições para participar. É muito bem organizada, tem um percurso incrível e uma das melhores premiações. Vou fazer o possível para ter uma ótima colocação, mas não estou tão bem preparado para a disputa", afirma Michel.

A Light é patrocinadora da competição realizada pelo Instituto FAÇA. A Copa Light de Ciclismo é homologada pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro. A supervisão técnica é da CBC e da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecierj).

"Como temos uma relação íntima com o Rio, tudo o que promove a cidade beneficia os seus cidadãos e também a Light. Há mais de 100 anos fazendo parte da história do Rio de Janeiro, a Light tem um compromisso que vai além de prestar um serviço de qualidade à população. A empresa é também comprometida com o aprimoramento e o desenvolvimento de toda sua área de concessão. E é por isso que a Light faz questão de estar conectada com a energia do esporte. Patrocinar a Copa Light é um exemplo de que a empresa vai além das suas obrigações operacionais e está presente em projetos que fomentam a cultura e o esporte na Cidade Maravilhosa", afirma o gerente do Instituto Light, Paulo Bicalho.


Serviço:

Modalidade: Prova Ciclismo de Circuito
Local: Enseada de Botafogo - Rio de Janeiro / RJ
Largada/Chegada: Praia de Botafogo - Avenida das Nações Unidas, S/Nº. - Praia de Botafogo (Ref. -: Direção da Rua Farani).
Data: 2 de novembro de 2014
Categorias: Elite Masculina (aberta - sem limite de idade), Elite Feminina (aberta - sem limite de idade), Júnior (17 e 18 anos), Sub 30 (19 até 29 anos), Máster A1 (30 até 34 anos), Máster A2 (35 até 39 anos), Máster B1 (40 até 44 anos), Máster B2 (45 até 49 anos), Máster C1 (50 até 54 anos), Máster C2 (55 até 59 anos), Veteranos (A partir dos 60 anos), Open Masculino (Sem limite de idade), Open Feminino (até 39 anos e a partir de 40 anos), Juvenil (15 a 16 anos), Infanto Juvenil (Até 14 anos) e Paradesportivo.
Simpósio técnico: Sábado, 1/11/2014 às 18h em local a definir.
Entrega de kits: Sábado, 1/11/2014 entre 16h e 19h (local do simpósio) e no dia 2/11/2014 uma hora antes de cada largada.
Realização: INSTITUTO FAÇA
Supervisão Técnica: CBC e Fecierj
Patrocínio: Light
Ranking/Pontuação: Válida para o Ranking Nacional classe 3 (CBC) e Estadual classe 1

Mais informações: www.copalight.com.br

HORÁRIO DE LARGADA DE CADA CATEGORIA

Bateria 1
7h - Open Masculino = 4 voltas (17.52 km)
7h01 - Open Feminino A e B = 3 voltas (13.14 km)
7h02 - Infanto Juvenil = 3 voltas (13.15 km/ 6,22 Mts)
7h03 - Veterano = 3 voltas (13.14 km)
7h04 - Paradesportivo = 2 voltas (8.76 km)

Bateria 2
7h50 - Master B = 11 voltas (48.18 km)
7h51 - Master C = 9 voltas (39.42 km)
7h52 - Junior = 7 voltas (30.66 km / 7.93 Mts)
7h53 - Juvenil = 6 voltas (26.28 km / 7.03 Mts)
8h Cerimônia de premiação da primeira bateria

Bateria 3
9h20 - Elite Masculino = 15 voltas (65.7 km)
9h21 - Master A = 12 voltas (52.56 km)
9h22 - Sub-30 = 10 voltas (43.8 km)
9h23 - Elite Feminino = 9 voltas (39.42 km)
9h30 - Cerimônia de premiação da segunda bateria
11h40 - Cerimônia de premiação da terceira bateria
12h - Encerramento do evento

RAUL SEIXAS – DIA NACIONAL DA CULTURA

Workshop em Montes Claros: "Como Melhorar o Desempenho das Organizações de Transporte e Trânsito"


Temos a honra de convidar Vossa Senhoria para participar do Workshop: "Como Melhorar o Desempenho das Organizações de Transporte e Trânsito", a ser realizado no dia 03 de Novembro  de 2014 das 13h30 às 17h10, no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Montes Claros - CDL - Avenida Sidney Chaves, 447 - Vila João Gordo, Montes Claros/MG. Este evento faz parte da programação da 2ª Campanha Paz, Educação, Segurança no Trânsito e Combate ao álcool e outras drogas.
PROGRAMAÇÃO:

     Horário
                                               Atividades
13h30
Abertura

14h00
Apresentação Workshop: "Como Melhorar o Desempenho das Organizações do Transporte e Trânsito''
Expositor: Alexandre Rocha Resende - Gerente de Mobilização e Capacitação

14h40
Apresentação das Vencedoras do Prêmio ANTP de Qualidade -  "Casos de Sucesso"
Expositor: Jaderson Gomes da Silva - Viação Nossa Senhora de Lourdes S.A
15h30
Coffee Break
15h50
Momento Patrocinador
16h30
Debate
17h00Encerramento

Este evento é uma iniciativa do Prêmio ANTP de Qualidade e é voltado para os dirigentes das organizações - operadoras rodoviárias urbanas e metropolitanas, operadoras metro-ferroviárias, gestores de transporte e trânsito, operadoras de transporte rodoviário de longa distância e operadoras de serviços de fretamento - visando à divulgação do Programa de Incentivo, Treinamento e Educação para a Melhoria da Qualidade e Eficiência da Gestão do Transporte e Trânsito Urbanos.
O evento tem por objetivo estimular as organizações de transporte e trânsito a adotarem modelos de gestão orientados para a excelência do desempenho e, em conseqüência, melhorarem a qualidade de seus serviços de forma contínua e sustentada. 
A participação é isenta de ônus.  Entregar a ficha de inscrição preenchida no dia do evento
 

Rio Oil & Gas Forum / AHK-RJ

Rio_Oil_&_Gas_Forum_1

ABL realiza mesa-redonda em homenagem aos 80 anos de nascimento do Acadêmico, poeta e tradutor Ivan Junqueira

A Academia Brasileira de Letras realiza, no dia 6 de novembro, quinta-feira, às 17h30min, no Salão Nobre do Petit Trianon – Avenida Presidente Wilson, 203, Castelo –, mesa-redonda em homenagem aos 80 anos de nascimento do Acadêmico, poeta e tradutor Ivan Junqueira, falecido em 3 de julho deste ano. A coordenação é do Acadêmico, embaixador e historiador Alberto da Costa e Silva. Marcos Pasche, Ricardo Vieira Lima e Adriano Espínola fazem parte da mesa.
Ex-Presidente da ABL (2004-2005), Ivan Junqueira completaria 80 anos em 3 de novembro. Em comemoração, a Editora Rocco programou o lançamento de dois de seus livros inéditos: Essa música e Reflexos do sol-posto, coletânea de ensaios. Os livros fazem parte da celebração dos 50 anos da estreia do Acadêmico na literatura. A Editora Nova Fronteira lançará a edição de bolso da premiada tradução dos poemas de T. S. Eliot, de 1981, já em décima edição. Outras obras de Ivan Junqueira, como O outro lado (poesia, Record) e Testamento de Pasárgada (Global), antologia crítica sobre Manuel Bandeira, também ganharão novas edições.
O evento será transmitido ao vivo pelo portal da ABL.
Saiba mais
Ivan Junqueira nasceu no dia 3 de novembro de 1934, no Rio de Janeiro. Cursou os primeiros estudos na cidade natal. Frequentou as faculdades de Medicina e de Filosofia da então Universidade do Brasil, onde foi professor de História da Filosofia e de Filosofia da Natureza.

Em 1963, começou a trabalhar como jornalista nas funções de redator e de subeditor dos principais jornais do Rio de Janeiro, entre eles Tribuna da Imprensa, Correio da Manhã, Jornal do Brasil e O Globo. Foi editor executivo da revista Poesia Sempre, da Fundação Biblioteca Nacional.
Em 23 de junho de 2005, participou em Paris da sessão conjunta da Academia Brasileira de Letras e da Académie Française, ocasião em que lhe foi concedida a Medalha de Richelieu, a mais alta condecoração daquela instituição. Sua poesia já foi traduzida para o espanhol, alemão, francês, inglês, italiano, dinamarquês, russo, turco, búlgaro, esloveno, provençal, croata e chinês.

SEMINÁRIO ABRAGET: Perspectivas de curto/médio prazo para o mercado de gás natural





Convite FiFHC&BRAVA - Gestão de Resíduos Sólidos

A Fundação iFHC e a Fundação BRAVA
têm o prazer em convidá-lo (a) para um encontro fechado sobre Gestão de Resíduos Sólidos, a fim de debater desafios e discutir soluções, tendo como principal pauta a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). 
Para enriquecer o evento, não teremos apresentações individuais, mas sim um debate entre representantes de diferentes setores:  
• Deputado Federal Arnaldo Jardim - Articulou a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) e o projeto de lei de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA).
• Carlos Vinícius de Sá Roriz - Presidente da COMLURB, umas das maiores gestoras de resíduos da América Latina.
• Manoel Antonio Amarante Avelino da Silva - Presidente da Arcadis Logos, empresa brasileira integradora de serviços de engenharia, indústria, água e meio ambiente.
• Valdir Schalch - Mestre e Doutor em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela USP e coordenador do NEPER - Núcleo de Estudo e Pesquisa em Resíduos Sólidos. 
            * Mediação de Sergio Fausto - Superintendente da Fundação iFHC 
Data: 18 de novembro de 2014 (terça-feira)
Hora: 10h00 às 12h00

*Credenciamento e Welcome Coffe das 10h00 às 10h30

Local: Fundação iFHC - Rua Formosa, nº 367, 6º andar, Centro - São Paulo/SP  
o    Evento gratuito, reservado somente a convidados.
o    Convite pessoal e intransferível.
o    Lugares limitados. 
Para se inscrever na palestra, preencha aqui o formulário 
Obs.: Responder a este e-mail não garante a realização de sua inscrição.  
Esperamos que possa participar.Fundação iFHC  e Fundação Brava
            

Festival The Django Oktobierfest em um novo endereço


O evento será realizado na Praça José Mendes Júnior e promete levar muita cultura e animação ao público


O Festival The Django Oktobierfest será realizado em um novo local. O ponto escolhido para a festa é a Praça José Mendes Júnior, ao lado do Palácio da Liberdade e esquina com Rua da Bahia. O evento cultural acontece no dia 2 de novembro,  das 10h às 22h e promete muita diversão, shows, bebidas e comidas típicas alemãs ao público.

A programação inclui a apresentações das bandas Uhul, Dibigode e Javalli. O público ainda terá a oportunidade de apreciar mais de 20 opções de cervejas artesanais e comidas típicas, além participarem de jogos germânicos, preparados para o festival. 

E para as crianças, o evento preparou um espaço especial com muita cultura e animação com a apresentação de mostras de curtas, cinema infantil e espaço kids.

A entrada do The Django Oktobierfest é gratuita mediante a troca de ingressos por 1 kg de alimento não perecível (exceto sal e fubá). Os pontos de troca são: Loja TIM Boulevard Shopping, Loja TIM Savassi e CCCP (Rua Levindo Lopes, 358). O evento é viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e conta com o patrocínio da TIM.  


Serviço
The Django – Oktobierfest
Local: Praça José Mendes Júnior (ao lado do Palácio da Liberdade e esquina com Rua da Bahia), Belo Horizonte.
Data: 02/11/2014
Horário: 10h às 22h
Atrações: Exibições de curtas e Shows com as bandas Uhul, Javalli e Dibigode.
Evento Gratuito mediante a troca de alimentos por ingressos.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

ECTHOS

Programação gratuita do Festival Internacional de Televisão 2014

Citrix Mobility 2014

Citrix Mobility Sao Paulo

6º Encontro Anual do Mercado Livre


Mestrado voltado para controle da tuberculose segue com inscrições abertas

Continuam abertas, até o dia 3 de novembro, as inscrições para o mestrado profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose. O novo curso, desenvolvido a partir do consórcio entre ENSP, Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM) e Fiocruz, visa formar gestores e profissionais de saúde para o fomento de pesquisa, ensino e desenvolvimento tecnológico no que diz respeito à vigilância e controle da tuberculose, além de outras micobacterioses de interesse sanitário. As inscrições devem ser feitas na Plataforma Siga Fiocruz.

O curso é voltado especificamente para os profissionais do setor público inseridos nos serviços de saúde. Seu conteúdo tem por objetivo atender às necessidades cotidianas destes profissionais com uma produção de conhecimento proveniente e voltada para essa realidade. O curso pretende ainda contribuir para o fortalecimento do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde e a consolidação do SUS.

O mestrado é coordenado pelos pesquisadores da ENSP Paulo Cesar Basta e Jesus Ramos e pelos pesquisadores do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM/Fiocruz) Maria de Fátima Militão Albuquerque e Haiana Charifker Schindler. A Escola e o CPqAM apresentam esta proposta de mestrado profissional de consórcio em epidemiologia e Saúde Pública após experiências bem-sucedidas com turmas anteriores de mestrado nessas áreas.

"Entendemos esse mestrado profissional como uma iniciativa pioneira, direcionada exclusivamente para o controle da TB, e concebida no formato de consórcio, a partir da construção coletiva com o Hélio Fraga e o Departamento de Endemias, na ENSP, e o Aggeu Magalhães. O curso surge com o objetivo de atualizar e proporcionar uma formação em serviço continuada para aqueles que são os verdadeiros militantes dessa causa", disse o pesquisador Paulo Basta.
 
Com a formação, o que se procura é responder às demandas de formação de gestores e profissionais de saúde nas áreas focadas pela ementa do curso. A iniciativa está em consonância com as novas metas de desenvolvimento do milênio, delineadas durante a 67ª Assembleia Mundial de Saúde. Nessa ocasião, a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou a estratégia global Pós-2015, e esta proposta visa capacitar profissionais de saúde para incrementar as ações de vigilância e controle da tuberculose. A iniciativa está também alinhada às Portarias GM/MS nº 1.378, de 2013 e GM/MS nº 3.276, de 2013 e à Política Nacional de Educação Permanente em Saúde do Ministério da Saúde.
 
O curso apresenta estrutura modular e será realizado em regime presencial, com atividades desenvolvidas durante uma semana a cada mês, com 45 horas-aula cada. Sua duração é de 24 meses e seu início está previsto para 17 de dezembro de 2014. São oferecidas 25 vagas.

Confira no edital todas as informações sobre inscrição, objetivos, público alvo, entre outras.

Dihs oferece curso sobre Movimentos Sociais e Saúde

O Grupo de Direitos Humanos e Saúde Helena Besserman (Dihs/ENSP) está com inscrições abertas para o curso de atualização Movimentos Sociais e Saúde. Coordenado pela pesquisadora da ENSP Lucia Souto, a proposta de formação abordará o tema a partir da experiência brasileira de construção social do direito à saúde. No primeiro momento, será fornecido um panorama da participação cidadã e do direito à saúde no Brasil. A partir de experiências vivas, será traçado o percurso da construção social do direito à saúde, e, por fim, serão discutido os desafios contemporâneos para a concretização desse direito na perspectiva dos valores do Movimento da Reforma Sanitária Brasileira. O curso acontecerá em quatro encontros, às quintas-feiras, no prédio da expansão, e terá início no dia 6/11. Os interessados devem solicitar a ficha de inscrição pelo e-mail dihs@ensp.fiocruz.br
 
Confira a programação abaixo:
 
6/11 
 
Participação Cidadã e Direito à Saúde no Brasil.
 
Convidado: Prof. Antônio Ivo de Carvalho
 
13/11 
 
Construindo o Direito à Saúde: experiências vivas, a construção e desafios do direito à saúde da mulher e mobilização social e direito à saúde. 
 
Convidados: Maria do Espírito Santo (CNS)
Iris da Conceição (núcleo CEBES Baixada)
 
27/11 
 
A experiência nacional de construção participativa do direito à saúde da população negra: o exemplo da política Nacional da Doença Falciforme.
 
Convidada: Joice Aragão de Jesus (Coordenadora da Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doença)
 
4/12
 
Movimento da Reforma Sanitária Brasileira e os desafios contemporâneos ao direito à saúde.
 
Convidada: Lucia Souto (pesquisadora da ENSP)

Convite para evento: Valeu Zumbi - Festa de Encerramento do Mês da Consciência Negra!

MUSEU DAS MINAS E DO METAL RECEBE EXPOSIÇÃO DE CARLOS BRACHER

Exibindo Igreja de São Francisco de Assis, Ouro Preto - óleo sobre tela.jpg

Em cartaz de 1º a 23 de novembro, mostra é parte da programação da 37ª Semana do Aleijadinho
e tem entrada franca. Programação paralela terá palestras e lançamento de livro e documentário

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal será palco da 37ª Semana do Aleijadinho, que este ano celebra o bicentenário de morte do escultor ouro-pretano. De 1º a 23 de novembro de 2014, o espaço, noCircuito Cultural Praça da Liberdade, recebe pela primeira vez uma mostra de artes plásticas, com parte da exposição Aleijadinho 200 Anos: Tributo de Bracher, do artista plástico Carlos Bracher. São 30 telas produzidas a partir das principais obras de Antônio Francisco Lisboa. Haverá ainda a palestra “Aleijadinho arquiteto” no dia 6 e um seminário, no dia 22, com palestras, performance artística, exibição de documentário inédito e lançamento de livro sobre o projeto com Bracher. A entrada é gratuita.


A exposição Aleijadinho 200 Anos: Tributo de Bracher é uma série comemorativa composta por 80 telas, cuja exposição é dividida entre Belo Horizonte, Ouro Preto e Congonhas. Conhecedor do Barroco Mineiro, Carlos Bracher aceitou o desafio de concebê-las especialmente para o evento. Muitos trabalhos foram produzidos ao ar livre, estabelecendo um diálogo contemporâneo entre a sua arte e o acervo do homenageado. O roteiro de produção das pinturas passou por obras de Aleijadinho localizadas em Congonhas, Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei, Tiradentes e Mariana. Óleo sobre tela, aquarela e uma aplicação híbrida nunca antes usada pelo artista, que se aproxima do realismo de uma fotografia, foram as técnicas empregadas.

“Aleijadinho foi um escultor de talento inquestionável. A grandiosidade de sua arte, repleta de religiosidade fervorosa, vem do abismo da alma. Ao observar extraordinária magnitude, procurei imprimir a minha emoção em telas, no entanto, sem descaracterizar a aura que envolve as obras”, relata o artista plástico. Todos os passos da performance de Carlos Bracher foram registrados no documentário inéditoNos passos de Aleijadinho, de Frederico Tonucci, ambientado nas cidades por onde ele passou, e no livroAleijadinho: 200 Anos (Editora Graphar), organizado por Paulo Lemos e que apresenta imagens e artigos escritos por especialistas. Ambos serão apresentados durante o seminário do dia 22, sábado.

O seminário, que acontece das 14h às 18h, contemplará palestra com o médico Geraldo Barroso, participante da última exumação dos restos mortais de Aleijadinho e que abordará os aspectos controversos de sua doença. Autor do livro Doenças e mistérios de Aleijadinho (Lemos Editorial, 2005), Barroso contará sobre o processo de pesquisa e o difícil diagnóstico retrospectivo, fundamentado em relatos e biografias documentadas à época em que viveu o artista. O arquiteto, professor e historiadorAlexandre Mascarenhas falará sobre as moldagens de gesso como instrumento de proteção, preservação e perpetuação da obra de Antônio Francisco Lisboa, e o escultor Luciomar de Jesus destacará o legado de Aleijadinho nas artes contemporâneas, bem como fará uma performance com argila. Para participar do seminário é necessário fazer inscrição pelo e-mail 37semanadoaleijadinho@gmail.com.

Antes, no dia 6, quinta-feira, às 19h30, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal recebe, dentro de sua programação cultural Toda Quinta e Muito Mais..., o professor de arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) André D’Angelo, para a palestra “Aleijadinho arquiteto”. O especialista enfocará a atuação de Aleijadinho como arquiteto e o trânsito de culturas na produção artística de Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. D’Angelo destacará ainda a influência das fontes literárias e iconográficas na obra arquitetônica de Antônio Francisco Lisboa entre 1762 a 1810, bem como quais foram seus principais mestres e seus ensinamentos para o artista mineiro.

Semana do Aleijadinho
Em uma iniciativa da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Ouro Preto, a Semana do Aleijadinho foi criada em 1968, mesmo ano de fundação do Museu Aleijadinho. O evento tem a finalidade de homenagear o grande ícone do Barroco Mineiro, contribuindo para a preservação da memória artística, histórica e cultural do estado e a valorização de artistas contemporâneos. A programação, que tradicionalmente acontece em Ouro Preto, neste ano chega às cidades de Belo Horizonte – com programação também na sede da Imprensa Oficial de Minas Gerais –, Congonhas, Tiradentes, São João del-Rei, Mariana e Sabará, com atividades em novembro. Outras informações emwww.semanadoaleijadinho.com.br.

Carlos Bracher
Pintor, desenhista, escultor e gravador, nasceu em Juiz de Fora em 1940. Frequentou, em 1959, aSociedade de Belas Artes Antônio Parreiras em sua cidade natal. Em Belo Horizonte, foi aluno de Fayga Ostrower na UFMG em 1965 e 1966. Estudou técnicas de mural e mosaico com Inimá de Paula na Escola Municipal de Belas Artes. Em 1967, recebeu o prêmio de viagem ao exterior do Salão Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. Foi para a Europa, fixando-se em Paris e Lisboa, onde estudou pintura e expôs em galerias locais. Retornou ao Brasil em meados de 1970, quando passou a residir em Ouro Preto. Em 1989, foi realizada a exposição retrospectiva de seus 30 anos de trabalho, intitulada Pintura Sempre, em Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba. No ano seguinte, pintou uma série de quadros em homenagem ao centenário da morte do pintor holandês Vincent van Gogh, que foi exposta em várias galerias e museus do Brasil e exterior. Já foram lançados vários livros sobre sua obra, entre eles, Bracher(Métron, 1989), do crítico Olívio Tavares de Araújo, e Bracher: Do ouro ao aço (Salamandra, 1992).

Aleijadinho
Nascido em Ouro Preto, então Vila Rica, por volta de 1737 – não há um registro oficial de seu nascimento –, Aleijadinho morreu na mesma cidade em 18 de novembro de 1814. Filho do mestre de obras e arquiteto português Manuel Francisco Lisboa e sua escrava Isabel, desde criança mostrava dom para a arte. Aos 40 anos, foi acometido de uma doença degenerativa nas articulações, o que o deixou fisicamente debilitado e motivo pelo qual ganhou o apelido. Em suas intervenções artísticas, Antônio Francisco Lisboa usou diversos tipos de materiais, como a madeira e a pedra-sabão, além de misturar vários estilos barrocos. Toda a sua obra foi realizada em Minas Gerais, especialmente nas cidades de Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei e Congonhas. Os principais monumentos que contêm seus trabalhos são a Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, e o Santuário Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas.

Realizada por meio das leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Gerdau e da Vale, a 37ª Semana do Aleijadinho é uma realização do Museu Aleijadinho e da Editora Graphar - Ouro Preto. Já a programação Toda Quinta e Muito Mais..., do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, é realizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Gerdau.


SERVIÇO

37ª Semana do Aleijadinho – Exposição Aleijadinho 200 Anos: Tributo de Bracher, com obras de Carlos Bracher
  • Período: 1º a 23 de novembro de 2014
  • Local: Praça de Convivência – MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
  • Horário: Terça a domingo, das 12h às 18h (quinta, das 12h às 22h)
  • Entrada franca

Toda Quinta e Muito Mais... – palestra Aleijadinho arquiteto, com André D’Angelo
  • Data: 6 de novembro de 2014, quinta-feira
  • Local: Auditório Bateia – MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
  • Horário: 19h30
  • Entrada franca

37ª Semana do Aleijadinho – Seminário com palestras, performance artística, exibição de documentário e lançamento de livro sobre o projeto com Carlos Bracher
  • Data: 22 de novembro de 2014, sábado
  • Local: Auditório Bateia – MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
  • Horário: 14h às 18h
  • Inscrições gratuitas pelo e-mail 37semanadoaleijadinho@gmail.com


MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
Com 18 salas e 44 atrações, o MM Gerdau abriga um importante acervo sobre mineração e metalurgia. Usa recursos tecnológicos para destacar, de forma lúdica e interativa, a importância dos metais e minerais no cotidiano das pessoas. Além disso, marca a relação entre a história e as expressões culturais de Minas Gerais com a riqueza de seus recursos naturais. O Museu foi aberto ao público em 22 de junho de 2010 e desde 1º de dezembro de 2013 está sob a gestão da Gerdau, líder no segmento de aços longos das Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais no mundo. O MM Gerdau integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade e ocupa o antigo edifício da Secretaria de Estado da Educação, inaugurado em 1897 e tombado pelo Iepha/MG. O projeto de ampliação e adequação do prédio é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A museografia é assinada por Marcello Dantas. O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal tem o certificado de excelência do TripAdvisor e foi a primeira instituição museológica do Brasil a receber a certificação do Instituto Herity em gestão da qualidade do patrimônio cultural.

Endereço: Praça da Liberdade S/N, Prédio Rosa - Funcionários
Telefone: (31) 3516-7200
Funcionamento: Terça a domingo, das 12h às 18h (quinta, das 12h às 22h)
Entrada franca

"Rio, Um Mar de Histórias" no Centro Cultural Justiça Federal até 13 de novembro

VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE SOPROS/ VII RioWindsFestival

O mês de novembro marca as comemorações dos 17 anos de "Música no Museu " com a realização do VII Festival Internacional de Sopros - RioWindsFestival - seguindo o sucesso dos Festivais de Harpas, com ênfase no oboé, fagote, clarineta, flauta e, para a primeira vez, gaita.  A abertura será no dia 1º de Novembro no Teatro Mário Lago do Campus São Cristóvao II do Colégio Pedro II em parceria com o evento Mostra Musical 2014. Segue-se no dia 2 de novembro no MAM com o Trio Texas488 da Texas State University apresentando-se pela a primeira vez no Brasil.

Comemoraremos o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro) na Biblioteca Parque e no dia 21, na Escola Nacional de Música os 20 anos do Madrigal Cruz Lopes. A outra novidade será o I Festival de Música Klezmer na Hebraica. O Curador do Festival de Sopros, o oboísta-compositor Harold Emert teve como fonte de inspiração os Festivais Anuais do International Double Reed Society, e foi participante em 5 versões em várias cidades, além de Buenos Aires, na Argentina e Melbourne, na Austrália.Para ele, o Rio de Janeiro é uma cidade aberta para novidades e espera que, com este Festival, comece um novo ciclo, principalmente, para os instrumentos de palheta dupla ( oboé e fagote ) e sopros em geral, ao lado do já vitorioso RioHarpFestival.

 Participarão os seguintes músicos:
Estrangeiros:
  Flauta : Matthew Krejci (Pacific Arts Academy,California),Jean Christophe Aveline(Franca-Brasil)
  Oboé : Andrea Ridilla (Univ. de Ohio,Miami), Ian Davidson (Texas State Univ,Austin,Texas), Matt Dine(Orpheus Chamber Orchestra,Nova Iorque), Mary Lindsey Bailey (Colorado Mesa University)
Clarineta : Patricia Shands (University of the Pacific, Califórnia)
  Fagote : Richard Meek (Texas Tech University),Daris Hale (Texas State Univ,Austin),Franz Jurgem Dorsam(Alemanha-Portugal,Orq. Metropolitana de Lisboa)
Viola : Debra Shuffelt-Dine(American Symphony, Nova Iorque)
Violão : Javier de los Santos (Colorado Mesa University)
  Piano: Pat Grimm,(University of the Pacific,California),Jason Kwak (Texas State Univ,Austin) 
  Brasileiros:
Oboé : Harold Emert,Jeferson Nery (OSN-UFF),Pierre Descaves(OSEM-UFRJ),
Flauta : Jannis Guimarães (GM Músico - Itaboraí e Orquestra Rio Camerata) , Thaianna Silveira (Orquestra Rio Camerata), Igor Levy,Jose Roberto Soares
Clarineta : Elias Boges (OSTM/OSN-UFF), Lucia Morelembaum(OSB),Thatiana  Silvana
Corne Ingles : Pierre Descaves
Fagote : Cosme Silveira(OSN-UFF)
Saxofone : Daniela Spilmann,Isaias Ferreira(UFERJ)
Gaita e trompete : Guta Menezes
Violino : Jerzy Milewski
Piano : Fernanda Canaud, Ana Brandao, Eduardo Henrique, Flavio Paiva, Aleida Schweitzer, Sheila Zagury, Cláudio Vettori
Acordeon : Tibor Fittel
Marimba e Pandeiro: Pedro Moita
Rancho Carnavalesco (Musica Judaica com samba), Ricardo Szpilman,regente
Orquestras : Cetep-Barretos,Niteroi,Elias Celestinho,regente. Orquestra Popular Carioca. Regente: Isaias Ferreira.
 O Curador do Festival de Sopros, o oboísta-compositor Harold Emert teve como fonte de inspiração os Festivais Anuais do International Double Reed Society, e foi participante em 5 versões em várias cidades, além de Buenos Aires, na Argentina e Melbourne, na Austrália. Para ele, o Rio de Janeiro é uma cidade aberta para novidades e espera que, com este Festival, comece um novo ciclo, principalmente, para os instrumentos de palheta dupla (oboé e fagote) e sopros em geral, ao lado do já vitorioso RioHarpFestival.
Serão 27 concertos no Rio de Janeiro, além de 5 em São Paulo e 1 em Porto Alegre e, assim, totalizando 33 eventos no mês.
Esperamos por vocês. Sds, Sérgio da Costa e Silva-Diretor do Música no Museu – tel : (21) 2233-6711


  PROGRAMA:

01 - Sábado - 11h
Colégio Pedro II
Teatro Mário Lago
Campo de São Cristóvão 177-Rua Dom Infante s/n - Centro
Capacidade: 1.000 lugares.
Mostra Musical 2014 abrindo o VII RioWindsFestival.
Programa: clássicos brasileiros ao som de flautas

02 - Domingo - 11h30
MAM - Museu de Arte Moderna
Av. Infante Dom Henrique, 85 - Flamengo
Capacidade: 200 lugares
Músico: Trio488 (Texas State University) - Ian Davidson, oboé / Daris Hale, fagote & Jason Kwak, piano 
Programa: Davidson, Piazzola e Khagondi

03 - Segunda-feira - 12h30
Biblioteca Nacional
Rua México s/n - Centro
Capacidade: 120 lugares
Músico: Trio488 (Texas State University) - Ian Davidson, oboé / Daris Hale, fagote & Jason Kwak, piano 
Programa: Davidson, Piazzola e Khagondi

05 – Quarta-Feira - 12h30
Clube de Engenharia
Av. Rio Branco, 124 – 20° andar – Centro
Capacidade: 90 lugares
Músico: Elias Borges (Kibe),clarineta, Eduardo Henrique, piano. Artista plástica convidada: Julia De Luca
Programa: Jose Siqueira: 3 Estudos para clarineta e piano, Saint Saens: Sonata e Weber; introdução, tema e variações

06 - Quinta-Feira - 12h30
Museu Nacional de Belas Artes
Av. Rio Branco, 199 - Centro
Capacidade: 110 lugares
Músico: Mary  Lindsey Bailey, oboé, Javier de los Santos, violão
Programa: Locatelli, Granados, Piazzola, Napoleon Coste, Antonio Grande e Paraskevas

07 - Sexta Feira - 12h30
Centro Cultural Light
Rua Marechal Floriano, 168 - Centro
Capacidade: 182 lugares
Músico: Mary  Lindsey Bailey, oboé e Javier de los Santos, violão.
Programa: Locatelli, Granados, Piazzola, Napoleon Coste, Antonio Grande e Paraskevas

08 – Sábado - 17h
Clube Hebraica
Rua das Laranjeiras, 346
Capacidade: 100 lugares
Músico: Daniela Spilmann, saxofone e Sheila Zagury, piano
Programa: "Festejando Jacob de Bandolim"

09 - Domingo - 11h30
MAM - Museu de Arte Moderna
Av. Infante Dom Henrique, 85 - Flamengo
Capacidade: 200 lugares
Músico: Trio University of the Pacific: Mathew Krejci, flauta, Patricia Shands, clarineta, Pat Grimm, piano.
Programa: Florent Schmitt, Ton de Leeuw, Robert Muczynski, Maurice Emmanuel, Guillaume Connesson

12 – Quarta-Feira - 12h30
Centro Cultural Banco do Brasil
Rua 1º de Março, 66 –Teatro - Centro
Capacidade: 155 lugares
Músico: Lucia Morelembaum, clarineta & Fernanda Canaud, piano
Programa: Bernstein, Copland, Guerra Peixe

  13 - Quinta-feira - 18h
Centro Cultural Justiça Federal - Sala de Sessões
Av. Rio Branco, 241 - Centro
Capacidade: 82 lugares
Músico: Jean Christophe Aveline, flauta
Programa: Telemann, Bach, Debussy

14 - Sexta-Feira - 15h
Centro Cultural Justiça Federal - Teatro
Av. Rio Branco, 241 - Centro
Capacidade: 142 lugares
Músico: Pierre Jatoba Descaves - Oboé e Corne Inglês, Tibor Fittel- Acordeon, Pedro Moita- Marimba e Pandeiro;
Programa: Bach, Piazzolla, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Luis d'Anunciaçao, Silvestrini.

15 - Sábado - 17h
Clube Hebraica
Rua das Laranjeiras, 346 - Laranjeiras
Capacidade: 180 lugares
Músico: Franz Dorsam, fagote, e Ana Brandao, piano
Convidado especial: Matt Dine, oboista (orpheus Chamber Orchestra, Nova Iorque) -*primeira vez no Brasil uma mostra de um dueto virtual: Matt Dine ,vivo com Matt Dine (na tela) tocando um concerto para dois oboés de Albinoni
PROGRAMA: Schrecht,Saint Saens, Elgar, Tschaikovsky, Albinoni, Mignone

16 - Domingo - 11h30
Museu de Arte Moderna
Av. Infante Dom Henrique, 85 - Flamengo
Capacidade: 180 lugares
Músico: Matt Dine, oboé, Debra Shufelt-Dine, viola e Aleida Schweitzer, piano 
 Programa:Trio de Klughard ,Weiss, Reverie para oboé e piano e Albinoni concerto para dois oboés (Matt Dine soloista vivo e Matt Dine, oboé 2 -virtual)
Oboista americano Matt Dine também é um cineasta e vai repetir sua performance recente em Nova Iorque onde ele apresentou um dueto com ele mesmo na tela - primeira vez em America Latina

16 - Domingo - 10 às 18h
Hebraica Rio
Rua das Laranjeiras, 346 – Laranjeiras
Capacidade: 200 lugares
Evento: I Festival de Música Klezmer
Programa: oficinas

 18 - Terça - feira - 20h
Iate Clube do Rio de Janeiro
Av. Pasteur, nº 333 - Urca
Capacidade: 200 lugares
Músico: Duo Harold Emert, oboé e Ana Brandão, piano
Programa: Alec Templeton, Kalliwoda, J.S.Bach, Mignone, Chiquinha Gonzaga e Nelson Cavaquinho

19 - Quarta Feira - 12h30
Teatro SESI-Firjan
Av. Graça Aranha, 1 - Centro
Capacidade: 350 lugares
Músico: Duo Milewsky - Jerzy Milewsky, violino e Aleida Schweitzer, piano. Participação especial: Igor Levy, flauta
Programa: Clássicos brasileiros

20 - Quinta-feira- 12h30
Biblioteca Parque Estadual
Av. Presidente Vargas, 1261 (ao lado do Campo de Santana) -Centro
Capacidade: 100 lugares
Dia da Consciência Negra
Congada do Urerê

21 - Sexta-Feira - 15h
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Presidente Antonio Carlos, 251- Centro
Capacidade: 141 lugares
 Músico: Orquestra Popular Carioca Regência: Maestro Isaias Ferreira
Programa: Clássicos brasileiros

21 – Sexta-feira - 19h

Salão Leopoldo Miguez de Mello da Escola de Música da UFRJ

Rua do Passeio, 98 – Centro

Músicos: CAMERATA A4 CORDAS. Regência: José Machado Neto. Piano: Regina Tatagiba

Programa: Leonard Cohen, Robert Ray, Mark Hayes, Rosalia Tuner

22 - Sábado - 17h
Clube Hebraica
Rua das Laranjeiras 346 - Laranjeiras
Capacidade: 200 lugares
Músico: Duo de flautas: Jannis Guimarães (GM Músico - Itaboraí e Orquestra Rio Camerata) e Thaianna Silveira (Orquestra Rio Camerata) 
Programa: Telemann, Blavet, Haydn e Pixinguinha para duas flautas

23 - Domingo - 11h30
MAM- Museu de Arte Moderna
Av. Infante Dom Henrique, 85 - Flamengo
Capacidade: 200 lugares
Músico: Jeferson Nery, oboé e Elisa Wierman, piano
Programa: Poulenc Saint Saens, Kalliwoda

24 - Segunda - Feira - 18h
Casa de Cultura Laura Alvim
Av. Vieira Souto, 176 - Ipanema
Capacidade: 80 lugares
Musico: Richard Meek, fagote, Cosme Silveira, fagote e amigos brasileiros
Programa: Mignone, Telemann

25 - Terça-feira - 18h
Museu do Exercito / Forte Copacabana
Praça Cel Eugenio Franco, 1 - Posto 6
Capacidade: 200 lugares
Músico: Rancho Carnavalesco / Ricardo Szpilman, regente 
Programa: Música judaica tradicional com samba

26 - Quarta - Feira - 12h30
Centro Cultural Banco do Brasil
Rua 1º de março, 66 – Teatro II - Centro
Capacidade: 155 lugares
Músico: Guta Menezes - harmônica e trompete, Flavio Paiva - piano
Programa: Música instrumental brasileira


 27 - Quinta - feira - 12h30
Casa de Rui Barbosa
Rua São Clemente, 134 - Botafogo
Capacidade: 280 lugares
 Músico: Harold Emert, oboe / Richard Meek ,fagote & Ana Brandão   , piano.
 Programa:Bach,Mignone, Richardson, Kalliwoda ,Villa Lobos

28 - Sexta - Feira - 12h30
Museu Histórico Nacional
Praça Marechal Âncora, s/n - Centro
Capacidade: 200 lugares
Músico: Orquestra Cetep - Barretos, Jovem de Niterói
Regência: Maestro Elias Vincentino
Solistas: Andrea Ridilla, oboé e Jose Roberto Soares, flauta
  Programa: William Boyce, C.P.E.Bach, Gustav Holst, Vivaldi,


  29 - Sábado - 18h
Palácio São Clemente - Consulado de Portugal
Rua São Clemente, 424 - Botafogo
Capacidade: 200 lugares
Músico: Fernanda Canaud, piano & Andrea Ridilla, oboé
Programa: Colin, Poulenc, Marais e Dutilleux

30 - Domingo - 11h30
MAM- Museu de Arte Moderna
Av. Infante Dom Henrique, 85 - Flamengo
Capacidade: 200 lugares
Músico: Thatiana Silvana, clarineta & Anderson Alves, piano  
Programa: W.A.Mozart, M.Mangani, A.Alves, Villani-Côrtes, E. Nazareth, Pixinguinha


OUTRAS CIDADES:

SÃO PAULO - SP
Museu da Casa Brasileira
Av. Brig. Faria Lima, 2705 -Jardim Paulista
02 – Grupo Grand Bazaar
09 – Orquestra Violões do Lar das Crianças – CIP – regente: Claudio Weismann, participação especial do Duo Siqueira Lima.
16 – Coral USP – Grupo Azul – Regente: André Juarez
23 – Orquestra Arte Barroca.
30 – Banda Juvenil Guri – Regente: Ricardo Appezzatto
----------------------------------------------------------------------------------
PORTO ALEGRE - RS
MUSEU DA HISTÓRIA da MEDICINa do RIO GRANDE do SUL - MUHN
Av. Independência, 270 – Centro- Sala Rita Lobato
Dia  6 de novembro - 18h30m
Músicos: Clarisse Diefenthäler (mezzo-soprano), Yasmini Fernandes (soprano) e Eduardo Knob (piano).
Programa: Clássicos intrernacionais