FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Mobilidade urbana é tema do Bate-Papo FGV

O convidado da semana foi o professor Marcus Quintella, consultor de Transportes e Mobilidade Urbana da FGV Projetos, coordenador de cursos de pós-graduação MBA e coordenador nacional do programa de post MBA do IDE.
Bate-papo FGV, que apresenta entrevistas com especialistas e pesquisadores da Fundação Getulio Vargas para falar sobre temas atuais, convidou o professor Marcus Quintella, consultor de Transportes e Mobilidade Urbana da FGV Projetos, coordenador de cursos de pós-graduação MBA e coordenador nacional do programa de post MBA do Instituto de Desenvolvimento Educacional da FGV (IDE), para falar sobre mobilidade urbana.
Ao longo do programa, exibido no dia 20 de julho, foram destacados temas como o cenário das políticas públicas no Brasil voltadas à mobilidade urbana; os prejuízos causados pelo tempo perdido nos congestionamentos – que chegam a mais de R$ 40 bilhões por ano; a malha metroviária do Rio de Janeiro e as mudanças ocasionadas pela construção de parte da Linha 4; além do avanço do BRT na cidade.
A produção abordou ainda soluções de mobilidade através de expansão de ciclovias, planejamento urbano e uma análise de medidas e ideias para aprimorar a qualidade de vida através da mobilidade urbana nas principais capitais do mundo.

FGV Energia obteve a aprovação de dois projetos de pesquisa aplicada pela Serra do Facão Energia S.A.

A FGV Energia foi convidada a apresentar projetos de pesquisa e desenvolvimento pela Serra do Facão Energia S.A. e obteve a aprovação em dois projetos específicos. Um dos projetos, “Seleção de Rota Tecnológica para Aproveitamento Energético Integrado de Resíduos Florestais lenhosos, oriundos de Desmatamento de Reservatórios e de Podas de Árvores com Descartes Industriais de Madeira”, será realizado na fase de pesquisa aplicada da cadeia de inovação para investigar e selecionar a rota tecnológica mais adequada para o aproveitamento energético integrado dos resíduos de madeiras florestais com os resíduos de madeiras industriais.
Outro projeto é o “Aproveitamento energético do biogás obtido por processo de biodigestão anaeróbia de dejetos bovinos, aditivado com efluentes orgânicos da agroindústria”, que será realizado na fase de desenvolvimento experimental da cadeia de inovação. Ele será realizado em uma propriedade rural de Catalão para testar os efeitos da combinação de resíduos de processos produtivos da agroindústria local na produtividade do processo de biodigestão de dejetos bovinos. Serão avaliados os efeitos da combinação de resíduos de processos produtivos da agroindústria local, oriundos de fábricas locais de laticínios, abatedouros de bovinos, aterro sanitário e, se possível, também de usinas de álcool e açúcar. Paralelamente, com a implantação de unidade experimental, serão realizados testes de adição de catalisadores em modelo reduzido com reator de bancada. As misturas que apresentarem os melhores resultados técnicos, econômicos e ambientais serão testadas na unidade experimental para verificação de resultados efetivos em escala real.
Em ambos os projetos, a FGV Energia contará com a parceria da Jordão Engenharia LTDA e da Universidade Federal de Goiás (UFG) – Unidade de Catalão, com a qual formalizou os respectivos convênios já publicados no Diário Oficial da União. No primeiro projeto, a FGV Energia terá ainda a parceria o Instituto SENAI de Inovação Química Verde (ISI-QV), com a qual está prestes a formalizar o Acordo de Cooperação Técnica. No segundo projeto, a FGV Energia terá ainda parceria da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).

Desafios regulatórios e legais para investidores chineses é debatido em seminário no Rio de Janeiro

A Escola de Direito do Rio de Janeiro da FGV (Direito Rio) promove no dia 3 de agosto, no Rio de Janeiro, o I Seminário Brasil-China: Desafios Regulatórios e Legais para as Empresas e Investimentos Chineses no Brasil. O evento, em parceria com a Associação Brasileira de Empresas Chinesas, tem como objetivo contribuir para o fortalecimento bilateral desde a perspectiva do Direito brasileiro e internacional.
“Os chineses estão descobrindo, cada vez mais, que o sistema jurídico brasileiro tem um peso considerável para o êxito dos seus negócios. A percepção deles é que o nosso Direito é extremamente complexo e não tão amigável para os negócios. Abrir um canal de diálogo entre as empresas chinesas e os professores de Direito da FGV é uma iniciativa que poderá favorecer, ainda mais e de modo pragmático, um melhor entendimento do nosso sistema jurídico e, assim, ajudar a promover a relação bilateral entre o Brasil e a China”, afirma o professor da Direito Rio, Evandro Menezes de Carvalho, coordenador do Núcleo de Estudos China-Brasil.
Evandro Menezes de Carvalho, que divide a coordenação científica do seminário com o diretor da CNOOC Brazil Jia Yao, destaca que a China é o primeiro parceiro comercial do Brasil desde 2009 e um dos maiores investidores do país. Ele ressalta que, no ano passado, a China investiu, aproximadamente, US$ 12 bilhões, o dobro dos Estados Unidos, que ficaram em segundo lugar. Nos quatro primeiros meses deste ano, o país asiático já aportou no Brasil US$ 6 bilhões de dólares.
“Recentemente, foi criado o Fundo Brasil-China de Cooperação para Expansão da Capacidade Produtiva com um aporte de até US$ 20 bilhões, dos quais US$ 15 bilhões serão desembolsados pelos chineses e o restante pelo Brasil. Esse Fundo investirá em projetos prioritários em setores de infraestrutura no Brasil. E no que diz respeito ao estado do Rio de Janeiro, onde o evento será realizado, foi noticiado que os chineses têm planos de investir R$ 32 bilhões em projetos de infraestrutura, em energia, telecomunicações etc.", ressalta Evandro Menezes de Carvalho.
O professor da FGV lembra que a China tem adquirido ou instalado diversas empresas no Brasil, operadas por profissionais de ambos os países. Segundo ele, há uma troca de experiências e de cultura corporativa que poderá ter um impacto positivo na área de administração de negócios, no entendimento de visões diferentes sobre a relação com o consumidor e posicionamento de marca.
“Se bem aproveitada, a experiência de brasileiros nessas empresas poderá ajudar o Brasil nos negócios lá na China. Esse raciocínio vale para a área jurídica. Quanto mais os profissionais do Direito se relacionam com essas empresas, mais aprendem sobre visão chinesa dos negócios, o que pode favorecer empresas brasileiras no país asiático. Como há um gap muito grande de conhecimento entre as partes, o seminário será a primeira iniciativa no Brasil de aproximação estruturada das empresas chinesas com os profissionais do Direito”, aponta o professor.
Para mais informações e inscrições, clique aqui.

FGV EPGE | Economia: algo a aprender com a Filosofia e a Teologia?



FacebookLinkedinTwitterGoogle PlusYoutubeInstagramMais

7º Enecont - As oportunidades da contabilidade digital

Seminário de Tecnologia e Mercado da Soldagem Rio de Janeiro



    5º Seminário Solda       Brasil tem nova data

Devido a dificuldades de agenda de alguns convidados estratégicos para esta discussão, a data original do Seminário de Tecnologia e Mercado da Soldagem, marcado originalmente para o mês de agosto, terá de ser transferida para o dia 21 de setembro, de forma a garantir a qualidade do conteúdo e dos debates programados.
O 5º Seminário Nacional de Tecnologia e Mercado da Soldagem - SOLDA BRASIL 2017 reúne empresas de soldagem, fornecedores de equipamentos e consumíveis, empresas gestoras e executoras de projetos, instituições de pesquisa, universidades, associações técnicas, profissionais e empresariais etc. O evento acontece no dia 21 de setembro, das 9:00h às 18:00h, na sede do Sindicato da Indústria da Construção do Rio de Janeiro, SINDUSCON RIO.
Entendemos que a mudança dará mais tempo para organizar com todo cuidado o evento permitindo que as empresas parceiras e patrocinadoras possam também se organizar melhor para participar ativamente do Seminário, que acontecerá no mesmo local - a Sede do SINDUSCON RIO.
Temos certeza que o remanejamento da data permitirá garantir a qualidade final do evento. As inscrições permanecem abertas e as vagas são limitadas. Portanto, apresse sua inscrição e garanta sua participação. 
Estamos à disposição para qualquer informação, dúvidas e esclarecimentos.
Comissão Organizadora 
foto soldagem
 
                                              Logo planeja
 
Inscrições informações:
As inscrições para o SOLDA BRASIL 2017 podem ser feitas pelo e-mail: inscricao.planeja@gmail.com, além do telefone (5521) 2262-9401. As empresas interessadas em participar do evento como patrocinadoras ou trazendo suas tecnologias para a mesa de debates, podem entrar em contato com a  Planeja e Informa Comunicação e Marketing /Casa Viva Eventos, através dos mesmos telefones: (55 21) 3301-3208 / 2262-9401 / 999699-1954 /99909-9900 ou pelos e-mail: planeja.eventos@gmail.com/ inscricao.planeja@gmail.com.
Acesse o Facebook: https://www.facebook.com/Soldabrasil/